Comunicação e Educação

Educação Ambiental

Ações de sensibilização

A ARM promove ações de sensibilização ambiental a grupos interessados, em escolas, empresas ou outras entidades, mediante marcação através do seguinte formulário.

Comunicação e Educação – Ações de sensibilização

Ações de Sensibilização

Local onde decorrerá a ação de sensibilização.
ex. computador, projetor, colunas de som

Responsável pelo pedido

Insira o seu e-mail
Repita o seu e-mail

Termos de Aceitação

Termo de Consentimento para Dados de Contacto

O subscritor do presente Formulário de Pedido de Ação de Sensibilização declara que consente, de uma forma expressa e consciente, que os seus dados gerais de contacto ou de contacto por telefone e por correio eletrónico sejam utilizados para efeitos do presente Pedido de Ação de Sensibilização, tendo conhecimento de que pode retirar a qualquer momento esse consentimento.

Os dados pessoais recolhidos têm por finalidade as comunicações necessárias no âmbito da Ação de Sensibilização.

O tratamento de dados pessoais está em conformidade com as normas aplicáveis no âmbito da proteção de dados pessoais e da segurança da informação, de acordo com os termos e condições da Política de Proteção de Dados e de Privacidade que se encontram disponíveis em www.arm.pt.

Os titulares dos dados podem exercer os seus direitos de proteção de dados, nomeadamente os direitos de informação, acesso, consulta, retificação, oposição ao tratamento ou apagamento, dentro do horário normal de funcionamento, através de contacto com o Gabinete da Proteção de Dados da “ARM”, pelo correio eletrónico [email protected], podendo ainda, caso o considere necessário, apresentar uma reclamação à autoridade de controlo.

Aceitação termos e condições
RGPD

Este site está protegido pelo reCAPTCHA e pela Política de Privacidade da Google e aplicam-se Termos de Serviço.

Visitas às instalações da ARM

Algumas instalações da ARM podem ser visitadas, mediante marcação através do formulário abaixo.

Podem ser organizadas visitas de estudo para grupos de alunos em idade escolar ou visitas de teor mais técnico a outros grupos de interessados.

Comunicação e Educação – Visita às Instalações ARM

Ações de Sensibilização

Capacidade máxima: 30
Capacidade máxima: 20
Idade mínima permitida: 10 (5º ano)
Idade mínima permitida: 15 (10º ano)
Idade mínima permitida: 12 (7º ano)

Responsável pelo pedido

Insira o seu e-mail
Repita o seu e-mail

Termos de Aceitação

Termo de Consentimento para Dados de Contacto

O subscritor do presente Formulário de Pedido de Visita às Instalações da ARM declara que consente, de uma forma expressa e consciente, que os seus dados gerais de contacto ou de contacto por telefone e por correio eletrónico sejam utilizados para efeitos do presente Pedido de Visita às Instalações da ARM, tendo conhecimento de que pode retirar a qualquer momento esse consentimento.

Os dados pessoais recolhidos têm por finalidade as comunicações necessárias no âmbito da Visita às Instalações da ARM.

O tratamento de dados pessoais está em conformidade com as normas aplicáveis no âmbito da proteção de dados pessoais e da segurança da informação, de acordo com os termos e condições da Política de Proteção de Dados e de Privacidade que se encontram disponíveis em www.arm.pt.

Os titulares dos dados podem exercer os seus direitos de proteção de dados, nomeadamente os direitos de informação, acesso, consulta, retificação, oposição ao tratamento ou apagamento, dentro do horário normal de funcionamento, através de contacto com o Gabinete da Proteção de Dados da “ARM”, pelo correio eletrónico [email protected], podendo ainda, caso o considere necessário, apresentar uma reclamação à autoridade de controlo.

Aceitação termos e condições
RGPD

Este site está protegido pelo reCAPTCHA e pela Política de Privacidade da Google e aplicam-se Termos de Serviço.

Campanhas de sensibilização

No âmbito da estratégia de educação ambiental da empresa são desenvolvidas, continuamente, ações e campanhas de sensibilização dirigidas à população em geral.

Projetos

Águas

Ciclo natural da água

Ciclo Natural da Água

Evaporação

Ocorre quando as águas superficiais dos rios, lagos e oceanos, por ação da energia do sol, passam do estado líquido para o estado gasoso.

1 of 5

Transpiração

A água infiltrada no solo é absorvida pelas plantas, depois é libertada na atmosfera.

2 of 5

Condensação

Ocorre quando o vapor da água se acumula na atmosfera, formando pequenas gotículas de água líquida suspensas no ar, originando assim as nuvens ou nevoeiros.

3 of 5

Precipitação

Ocorre quando a condensação da água se adensa e quando acompanhada de correntes de ar frias, provoca a queda dessa água em forma de chuva, neve ou granizo.

4 of 5

Infiltração

Verifica-se quando a água da precipitação se infiltra na terra, dando origem a lençóis freáticos ou águas subterrâneas.

5 of 5

Ciclo urbano da água

Ciclo urbano da água

Captação

A água vem da natureza, podem ser de águas superficiais (linhas de água) ou de águas subterrâneas (lençóis freáticos, nascentes, galerias ou furos).

1 of 7

Tratamento

A água captada é tratada numa ETA (Estação de Tratamento de Água), para obtermos uma água própria para consumo.

2 of 7

Armazenamento / Rede Adutora

A água é armazenada em reservatórios e conduzida por um sistema adutor para abastecimento da rede.

3 of 7

Rede Distribuição

A água é conduzida pela rede de distribuição até ao ponto de consumo.

4 of 7

Tratamento das Águas Residuais

O tratamento das águas residuais é feito numa ETAR (Estação de Tratamento de Águas Residuais).

5 of 7

Devolução à Natureza

Momento em que água devidamente tratada é restituída à natureza.

6 of 7
Video

Ciclo da Água na Natureza

7 of 7
Play Video about Ciclo da água

Dicas e sugestões

Se ocorrer uma interrupção de abastecimento de água à habitação, sugere-se que

  • Verifique se todas as torneiras estão fechadas;
  • Desligue os equipamentos elétricos que funcionam com água (termoacumuladores, máquinas de lavar);
  • Após receber a notificação de interrupção, armazene apenas a quantidade de água necessária para o período de interrupção no abastecimento.

Após a reposição do normal abastecimento de água, ao abrir as torneiras poderão verificar-se ruídos na canalização e a água surgir aos jatos, o que se deve à existência de ar nas canalizações. Neste caso, aconselha-se deixar correr a água durante alguns segundos.

O cliente é responsável pela rede de água potável após o contador, pelo que deve assegurar que as canalizações e torneiras estão em bom estado de conservação.

  • Verifique periodicamente o seu contador de água, por forma a controlar os seus consumos. Utilize apenas a água de que necessita, evitando o desperdício.
  • Verifique também, periodicamente, as torneiras e canalizações da sua habitação.
  • As torneiras devem ser regularmente limpas e desinfetadas (interior e exterior, com lixívia ou álcool etílico) para evitar a acumulação de sedimentos e o desenvolvimento de microrganismos.
  • No caso da existência de reservatório integrado na rede predial, este deve ser desinfetado, estar tapado e limpo.
  • Os materiais a utilizar na rede predial devem ser adequados para o contato com água para consumo humano.
  • As canalizações de chumbo na rede predial aumentam o teor de chumbo na água pelo que devem ser substituídas por outro material, por exemplo PEAD, PEX, PP, FG, Cu, etc.
  • A introdução de água não tratada na rede predial através de captações particulares constitui um risco quer para a saúde dos habitantes, quer para a saúde pública por possível contaminação da água da rede pública de distribuição. Uma vez que as redes públicas estejam disponíveis, os proprietários dos prédios são obrigados a ligar-se à nova rede. Para tal, deverão desativar as origens próprias e ligar-se à rede pública, tal como estabelecido na legislação em vigor.

Mantenha-se informado

A água fornecida pela ARM é de excelente qualidade. Ao consumir água da torneira está ainda a reduzir a produção de resíduos (embalagens de plástico e/ou vidro).

No entanto, em situações pontuais, surgem dúvidas acerca da água que chega às nossas casas, relativas à quantidade e à qualidade. Estas situações devem-se normalmente a roturas e intervenções na rede e à subsequente reposição do abastecimento.

Quando ocorre interrupção de abastecimento de água, devido por exemplo a intervenções de reparação de roturas na rede de distribuição, as condutas ficam sem água e esse espaço é preenchido com ar.

Quando é restabelecido o abastecimento, a maior parte do ar que existe na rede de distribuição é libertado através de equipamentos da rede. No entanto, pode permanecer algum ar dentro das condutas, que poderá sair por uma torneira e também pode dissolver-se na água. É este ar dissolvido que forma bolhas muito pequenas que dão uma cor branca à água.

A água com ar quando colocada num copo começa a ficar límpida de baixo para cima à medida que o ar é libertado, e passados alguns minutos, quando todo o ar já foi libertado, o aspeto da água volta ao normal, ou seja, incolor. A sua ingestão não tem qualquer risco associado.

Esta situação é, portanto, pontual e temporária, mas a água está própria para consumo.

A água que chega às torneiras foi, anteriormente, desinfetada por forma a não conter microrganismos que possam colocar em risco a saúde. Um dos desinfetantes utilizados pela ARM é o hipoclorito de sódio que possui cloro, sendo adicionado à água em pequenas quantidades.

Quando surgem situações de turvação devido a intervenções na rede, como por exemplo as reparações de roturas, é aumentada a quantidade de desinfetante para garantir que, mesmo com alguma turvação ou com ar, a água que chega às torneiras é desinfetada. É nestas situações que a água cheira e sabe a cloro, mas pode ser consumida sem risco porque os valores de referência do decreto-lei 306/2007, de 27 de agosto são respeitados.

Quando ocorrem intervenções de reparação de roturas na rede de distribuição de água, é necessário interromper o abastecimento de água, abrir a vala na zona envolvente da conduta com avaria e eventualmente substituí-la.

Com este procedimento, as condutas ficam com o interior exposto, podendo entrar alguns resíduos. Quando a reparação é concluída, lavam-se as condutas, deixando sair a primeira água com os resíduos que possam existir. No entanto, num momento inicial a água pode ainda transportar alguns resíduos, que podem sair pelas torneiras. Nestas ocasiões deve-se deixar correr alguma água até que fique com um aspeto incolor.

A água pode ter uma cor amarela devido à presença de ferro dissolvido.
O seu aparecimento em canalizações de ferro é normal, quando a utilização da água é interrompida por algum período de tempo (por exemplo, após ausência). Nesta situação a água que fica nas canalizações pode reagir com o ferro, adquirindo a tonalidade amarela.

No entanto o seu aparecimento constante poderá estar associado à corrosão das canalizações da habitação. As canalizações mais antigas são normalmente de ferro que se oxida formando ferrugem, que é responsável pela cor amarela da água e pelo sabor.

Nestas ocasiões deve-se deixar correr alguma água até que fique com um aspeto incolor. Se a coloração persistir ou aparecer de modo frequente, é aconselhável a substituição de canalizações por material não corrosivo, por exemplo PEAD, PEX, PP, FG, Cu, etc.

A idade e o estado de conservação das canalizações podem interferir na qualidade da água, particularmente ao nível do cheiro, sabor e cor, pelo que é importante substituir as canalizações das habitações mais antigas.

Outro fator importante é a existência de bombas e/ou reservatórios nos prédios. Estes equipamentos devem ser sujeitos a rigorosos planos de manutenção, de modo a garantir que o seu funcionamento não afeta a qualidade da água, mantendo-se as suas características desde a rede pública até à torneira do consumidor.

Dicas poupança da água

Qual é o destino final das águas residuais que produzo?

O destino final das águas residuais é a sua integração num meio aquático ou terrestre, seja este natural ou artificial, posteriormente ao seu tratamento, com vista à sua rejeição ou reutilização.A escolha do meio recetor deve ser precedida de uma análise, com vista a se conhecerem os impactes e implicações na saúde pública, estéticas, ecológicas e económicas.

1 of 7

Como é efetuada a ligação à rede pública de drenagem de águas residuais?

A ligação à rede pública de drenagem de águas residuais é efetuada por meio de um troço de tubagem designado de ramal de ligação. Este assegura a ligação entre a câmara de ramal de ligação, câmara que efetua a transição entre o sistema predial e o sistema público, e o coletor público.

2 of 7

Que fatores podem influenciar as características da água?

A idade e o estado de conservação da rede predial, podem alterar as características da água, nomeadamente os parâmetros sabor, cheiro e cor.

A temperatura da água também pode influenciar o parâmetro sabor.

3 of 7

Porque é que por vezes a água cheira a cloro?

O hipoclorito de sódio é um desinfetante utilizado no tratamento da água para garantir a proteção sanitária da água até à torneira do consumidor. Este reagente é adicionado à água em doses baixas mas suficientes para garantir os valores do cloro residual livre adequados à manutenção da qualidade microbiológica da mesma, de acordo com o recomendado pela Organização Mundial de Saúde – OMS. Ocasionalmente, o cheiro e o sabor do cloro podem ser sentidos, aconselhando-se nestes casos a deixar repousar a água por alguns minutos até que desapareça o cheiro e o sabor. 

4 of 7

O que significa a dureza da água?

A “dureza” na água para consumo humano é causada essencialmente pela presença de sais de cálcio e magnésio, sendo considerada “dura” quando existem valores significativos destes sais e “macia” quando contém pequenas quantidades.
A dureza é característica da origem da água.

5 of 7

O que é o pH da água?

O valor do pH (potencial hidrogeniónico) reflete a acidez ou a alcalinidade da água.

A escala do pH compreende valores entre 0 e 14 (pH igual a 7,0 indica uma solução neutra).

O pH é um parâmetro que, apesar de não constituir perigo direto para a saúde pública, poderá afetá-la indiretamente, uma vez que é o principal fator de solubilidade da maioria dos materiais das tubagens e dos acessórios, bem como dos filmes protetores das tubagens, provocando a alteração da qualidade da água distribuída.

6 of 7

A existência de ar nas tubagens faz com que haja ruído nas mesmas quando abrimos a torneira?

Após falta de água ou ausência prolongada do local (ex. férias), podem ocorrer ruídos na canalização e ao abrir a torneira a água pode sair aos “jorros”, sendo provocados pela existência de ar nas canalizações. Aconselha-se a deixar correr a água durante alguns minutos.

7 of 7
Boas Práticas

Casa

Casa de Banho

Dicas Boas Práticas

Tome duches rápidos, evite banhos de banheira cheia

(Poupe cerca de 235 litros de água)

Dicas Boas Práticas

Feche a torneira enquanto lava os dentes, as mãos, a loiça e a ensaboar o cabelo

(Poupe cerca de 30 litros de água)

Dicas Boas Práticas

Reduza a quantidade de água nas descargas do autoclismo

(Poupe entre 1 a 5 litros de água)

Cozinha

Dicas Boas Práticas

Use as máquinas de lavar roupa ou loiça com a carga completa

(Poupe cerca de 168 litros de água por lavagem)

Dicas Boas Práticas

Se lavar a loiça manualmente encha a bacia do lava loiça

(Poupe cerca de 100 litros de água)

Dicas Boas Práticas

Opte por eletrodomésticos de menor consumo de água e energia

(Poupe água e energia e reduza a sua pegada ecológica)

Manutenção

Dicas Boas Práticas

Não deixe as torneiras a pingar, mantenha em bom estado a canalização, torneiras e máquinas

(Poupe cerca de 20 litros de água em 24 horas)

Rua

Dicas Boas Práticas

Regue o jardim nas horas de menor calor

(manhã cedo ou à tarde)

Dicas Boas Práticas

Opte por plantas que necessitam de menos água

Dicas Boas Práticas

Não limpe o terreiro com mangueira, use uma vassoura

(Poupe cerca de 100 litros de água)

Dicas Boas Práticas

Use um balde em vez da mangueira para lavar o carro

(Poupe cerca de 500 litros de água)

Dicas Boas Práticas

Armazene as águas da chuva ou reutilize as de uso doméstico

Resíduos

Código da reciclagem

Ecoponto é o conjunto de três contentores destinados à deposição seletiva dos principais fluxos de resíduos recicláveis de embalagens – o papel/cartão, o vidro e o plástico/metal.

Guia de Separação de Lixo Ecopontos

Não se esqueça

  • Não deixe os sacos abandonados fora dos contentores. Se o contentor estiver cheio, armazene os seus resíduos em casa e volte outro dia. Informe-se sobre os dias de recolha de resíduos na sua zona.
  • Espalme as embalagens para ocupar menos espaço no contentor.
  • Depois de depositar os resíduos dentro do contentor adequado, deposite também o saco de plástico onde os transportou no ecoponto amarelo.
  • Repare bem nas embalagens, pois normalmente já estão marcadas ou impressas com o símbolo do ecoponto, indicando assim qual dos três contentores deverá ser usado.

Economia circular dos resíduos

A economia circular propõe novas formas de produção, consumo e relacionamento mais sustentável, redefinindo valores onde os produtos são repensados, desde a sua criação até o seu destino final.

Economia circular dos resíduos

Economia circular vs economia linear

A economia mundial tem sido construída com base num modelo linear de negócios, que agora está sob ameaça por causa da disponibilidade limitada de recursos naturais. A transição de uma economia linear para a projeção de um modelo circular de negócios representa uma oportunidade com benefícios ambientais, sociais e económicos.

A economia circular é um sistema que se caracteriza pela diminuição da pressão sobre os recursos naturais, evitando desperdícios e perdas ao longo de toda a cadeia de valor, tendo por enfoque o ecodesign e o recurso às fontes de energia renováveis, numa lógica de make-use-return (produzir, usar e reutilizar).

Este modelo vem assim substituir o modelo linear de negócios que compreende a utilização de matérias-primas extraídas de recursos naturais, o processamento em produtos, a venda e o pós-utilização onde os produtos são descartados como resíduos.

Até determinada altura, o make-use-dispose (produzir, usar e deitar fora) foi um modelo bem-sucedido, mas já se chegou à conclusão de que os recursos naturais são insustentáveis, uma vez que consumimos mais recursos do que aqueles que o planeta consegue produzir.

Dicas e sugestões

Consumidor responsável

Consumidor responsável

Para ir às compras faça uma lista daquilo que tem mesmo necessidade e tenha em atenção a durabilidade dos produtos e a perigosidade das suas embalagens para o meio ambiente. Seja um consumidor responsável.

Embalagens Familiares

Embalagens Familiares

Opte por embalagens familiares ou por produtos embalados de forma mais simples (com menos materiais). Por exemplo, em vez de escolher uma caixa de cereais (embalado em caixa de cartão e saco de plástico), optar por aqueles que são embalados somente em sacos.

Produtos avulso

Produtos avulso

Escolha os produtos avulso ou a peso, em detrimento dos já embalados. Produzem menos resíduos e, habitualmente, são mais baratos.

Produtos recarregáveis

Produtos recarregáveis

Prefira os produtos recarregáveis, como por exemplo as pilhas, as esferográficas, lapiseiras, sabonetes líquidos, champôs, entre outros.

Sacos reutilizáveis

Sacos reutilizáveis

Utilize, de preferência, sacos de pano ou outros reutilizáveis para as compras. Reutilize os sacos de plástico que adquirir o máximo que for possível.

Evitar o desperdício alimentar. Compostagem doméstica

Evitar o desperdício alimentar. Compostagem doméstica

Cozinhe apenas com as quantidades necessárias, evite o desperdício alimentar. Reaproveite as sobras para outros pratos/refeições. Aproveite as sobras da confeção dos alimentos para fazer compostagem doméstica e produzir em casa o seu próprio adubo para os jardins e hortas.

Reutilizar

Reutilizar

Antes de se desfazer de um material ou de um produto, reflita sobre a sua reutilização. Reutilize os materiais para trabalhos manuais.

Pense verde

Pense verde

Quando preparar as lancheiras dos seus filhos ou as suas evite as embalagens descartáveis e dê preferência às caixas herméticas reutilizáveis, em vez de utilizar guardanapos, papel aderente ou de alumínio.

Papel

Papel

Evite as impressões. Use sempre frente e verso do papel, e aproveite as folhas para rascunho. Quando já não precisar mais do papel, coloque-o no ecoponto azul para reciclagem.

Separe sempre e em todo o lado

Separe sempre e em todo o lado

Separe os seus resíduos e coloque-os nos ecopontos sempre, em casa, na escola, no trabalho, quando vai de férias, na rua, em todo o lado. Só assim garante que os materiais são reciclados, poupando a extração de novas matérias-primas. A transição para uma economia circular é imperativa.

Scroll to Top