Águas

Play Video about Origem da água ARM

No sector das águas, a ARM é responsável pela gestão e manutenção do sistema de regadio em alta (captações e grandes aduções) e em baixa (armazenagem e distribuição) nas ilhas da Madeira e do Porto Santo.

No que se refere ao abastecimento de água potável, a ARM desenvolve as suas atividades em alta em toda a Região, com exceção dos concelhos de São Vicente e Porto Moniz, e em baixa fornece água aos consumidores finais dos cinco municípios aderentes: Câmara de Lobos, Machico, Porto Santo, Ribeira Brava e Santana.

Esta empresa é também responsável pela gestão dos sistemas de drenagem e tratamento de águas residuais, nos referidos municípios aderentes.

Play Video about Origem da água ARM

No sector das águas, a ARM é responsável pela gestão e manutenção do sistema de regadio em alta (captações e grandes aduções) e em baixa (armazenagem e distribuição) nas ilhas da Madeira e do Porto Santo.

No que se refere ao abastecimento de água potável, a ARM desenvolve as suas atividades em alta em toda a Região, com exceção dos concelhos de São Vicente e Porto Moniz, e em baixa fornece água aos consumidores finais dos cinco municípios aderentes: Câmara de Lobos, Machico, Porto Santo, Ribeira Brava e Santana.

Esta empresa é também responsável pela gestão dos sistemas de drenagem e tratamento de águas residuais, nos referidos municípios aderentes.

Águas Residuais

A Águas e Resíduos da Madeira é responsável pelo Sistema Multimunicipal de drenagem e tratamento de águas residuais da Região Autónoma da Madeira, atuando nos municípios de Ribeira Brava, Câmara de Lobos, Machico, Santana e Porto Santo. 

Madeira

O sistema de drenagem e tratamento de águas residuais urbanas da Madeira compreende cerca de 424 km de rede de drenagem de águas residuais, que as transportam para tratamento nas Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) e subsequente devolução ao meio natural.

ARM águas residuais

ETAR
e
EEAR

ETAR – Estação de Tratamento de Águas Residuais

EEAR – Estação Elevatória de Águas Residuais

Municípios com ETAR e com EEAR

Ribeira
Brava
ETAR da Ribeira Brava
1 x EEAR | Estação Elevatória de Águas Residuais
Câmara
de Lobos
ETAR de Câmara de Lobos
ETAR do Curral das Freiras
1 x EEAR | Estação Elevatória de Águas Residuais
Machico
ETAR de Machico
ETAR do Porto da Cruz
ETAR do Caniçal

4 x EEAR | Estação Elevatória
de Águas Residuais

Santana
ETAR de Santana
Porto
Santo
ETAR do Ponta

5 x EEAR | Estação Elevatória
de Águas Residuais

Principais infraestruturas

 

ETAR de Câmara de Lobos

O Sistema de Águas Residuais de Câmara de Lobos localiza-se no concelho de Câmara de Lobos,
servindo atualmente as freguesias de Câmara de Lobos, Estreito de Câmara de Lobos e Jardim da Serra.

O sistema atual tem como destino final a ETAR de Câmara de Lobos, em exploração na freguesia de
Câmara de Lobos.

A ETAR de Câmara de Lobos garante o tratamento preliminar de gradagem, tamisação, desarenação e desengorduramento das águas residuais afluentes. A estação dispõe ainda de sistema de desodorização por filtros de carvão ativado. 

O efluente final tratado é descarregado no Oceano Atlântico através de um emissário submarino com
400 m de comprimento e difusor a 25 m de profundidade, estando a câmara de receção de caudais
localizada na proximidade da estação.

Play Video about arm ETAR câmara de lobos

Please wait while flipbook is loading. For more related info, FAQs and issues please refer to DearFlip WordPress Flipbook Plugin Help documentation.

ETAR de Santana

O Sistema de Águas Residuais de Santana localiza-se na Freguesia de Santana, do Concelho de Santana, estando dimensionado para servir a totalidade da Freguesia. O sistema tem como destino final a ETAR de Santana.

A estação contempla tratamento preliminar de gradagem, tamisação, desarenamento e desengorduramento, tratamento biológico através de sistema de lamas ativadas operadas em regime
de arejamento prolongado. O tratamento de lamas consiste no armazenamento/ espessamento em
silo e desidratação mecânica por centrífuga. A estação dispõe ainda de sistema de desodorização em
filtros de carvão ativado.

O meio recetor para o efluente final tratado é uma pequena linha de água situada entre a Ribeira dos
Pregos e a Ribeira da Soca, que por sua vez vai desaguar no Oceano Atlântico, localizando-se o ponto
de descarga a montante da foz, na proximidade da ETAR.

O sistema intercetor que liga à ETAR é totalmente gravítico, não existindo estações elevatórias associadas a este sistema.

Porto Santo

O sistema de drenagem e tratamento de águas residuais urbanas do Porto Santo compreende um conjunto de infraestruturas de transporte, incluindo 7 estações elevatórias colocadas estrategicamente ao longo da linha de costa, recolhendo a totalidade das águas residuais da ilha e permitindo a sua elevação e transporte para a Estação de Tratamento de Águas Residuais da Ponta. 

A água tratada na ETAR da Ponta é encaminhada para o Açude do Tanque ou para as lagoas do Campo de Golfe do Porto Santo, sendo utilizada para regadio.

ETAR da Ponta

A Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) da Ponta, localizada na encosta poente do Pico
Ana Ferreira, junto ao açude da Ponta, trata todas as águas residuais domésticas da ilha do Porto Santo.

Esta ETAR, que entrou em funcionamento em Janeiro de 2005, veio substituir a estação de tratamento até então em funcionamento, a ETAR do Vale do Touro, passando a tratar a totalidade das águas residuais domésticas produzidas na ilha do Porto Santo.

O Sistema de Tratamento na ETAR baseia-se numa gradagem inicial, num processo de lamas ativadas em arejamento prolongado, incluindo o processo de desnitrificação/nitrificação e decantação secundária.

As lamas resultantes são desidratadas mecanicamente por meio de centrífuga, após adição de polieletrólito diluído, e depois encaminhadas para a estufa da Secagem Solar de Lamas.

O efluente final tratado, através de filtração por filtros de areia e desinfeção por ultravioletas, incluindo reforço com hipoclorito de sódio, é reutilizado para fins do regadio agrícola ou para rega do Campo de Golfe, bem como para as lavagens e rega da própria ETAR, prevendo-se o armazenamento do volume de efluente necessário para aqueles fins.

Associado a este reservatório, existe ainda um sistema elevatório que tanto pode transferir o efluente tratado para o açude do Tanque como para as lagoas do Campo de Golfe, em função das solicitações. 

Existe ainda um reservatório de água suja, interligado a todos os circuitos de by-pass do processo de tratamento, para permitir a evacuação dos caudais excedentes para o emissário de emergência, situado na costa norte, na zona das Marinhas, em caso de emergência ou de excesso de caudal. O sistema elevatório utilizado para as descargas de emergência é o mesmo do efluente tratado, estando os dois circuitos isolados por válvulas de seccionamento.

Para além dos órgãos de tratamento referidos, a ETAR possui um edifício técnico onde se encontram a sala dos compressores, a sala do grupo gerador, a sala do posto de transformação, a sala dos quadros elétricos, a sala de comando, o laboratório de análises, a oficina e o armazém, bem como gabinetes, sala de reuniões e instalações sanitárias, destinadas à equipa de exploração.

A ETAR está dimensionada para tratar um caudal máximo de 4.000 m³/dia, tendo sido preparada para permitir a sua ampliação em mais 50% da capacidade actual, através da construção de mais uma linha de tratamento de 2.000 m³/dia.

ETAR da Ponta

Implantação: Cota entre 40 e 52 m

Tipo: Lamas activadas em arejamento prolongado

Esgoto bruto: Urbano

Capacidade em Ano 0: 2.000 m³/dia

Capacidade em Ano 20: 4.000 m³/dia

População atendida em Ano 0: 10.000 hab. eq

População atendida em Ano 20: 20.000 hab. eq

Potência: 250 Kw

Ano de execução: 2004

 

 

Estação Elevatória 

Localização: ETAR da Ponta

Implantação: Cota 41 m

Grupos: 3 grupos eletrobomba

Capacidade: 11.000 m³/dia

Potência: 204 Kw

Ano de execução: 2004

 

Todos os equipamentos do Sistema de Drenagem de Águas Residuais do Porto Santo, ETAR e estações elevatórias, são controlados e monitorizados a partir de um sistema de supervisão, instalado na sala de comando da ETAR, que através de uma rede de comunicações por fibra óptica permite o arranque e paragem de todos os equipamentos, a verificação do estado geral, a geração de alarmes e avisos de todas as ocorrências, bem como a elaboração de relatórios de exploração.

Todas as infra-estruturas que compõem este sistema estão ligadas ao Centro de Telegestão, localizado na ETA da Alegria, no concelho do Funchal.

 

Serviço de Limpeza de fossas e coletores

A ARM presta serviços de limpeza de fossas séticas e coletores de drenagem de águas residuais urbanas ou equiparadas que são encaminhadas para destino final adequado.

O serviço é prestado nos municípios aderentes à ARM (Câmara de Lobos, Machico, Porto Santo, Ribeira Brava e Santana), mediante solicitação prévia, e tem um custo de 80,75€/hora (consultar tarifário em vigor).

Pode solicitar o serviço pela Linha Verde 800 910 500, por e-mail para [email protected] ou num dos nossos balcões de atendimento. Para o efeito, pode preencher previamente o formulário.

 
Scroll to Top