Águas

Play Video about Origem da água ARM

No sector das águas, a ARM é responsável pela gestão e manutenção do sistema de regadio em alta (captações e grandes aduções) e em baixa (armazenagem e distribuição) nas ilhas da Madeira e do Porto Santo.

No que se refere ao abastecimento de água potável, a ARM desenvolve as suas atividades em alta em toda a Região, com exceção dos concelhos de São Vicente e Porto Moniz, e em baixa fornece água aos consumidores finais dos cinco municípios aderentes: Câmara de Lobos, Machico, Porto Santo, Ribeira Brava e Santana.

Esta empresa é também responsável pela gestão dos sistemas de drenagem e tratamento de águas residuais, nos referidos municípios aderentes.

Play Video about Origem da água ARM

No sector das águas, a ARM é responsável pela gestão e manutenção do sistema de regadio em alta (captações e grandes aduções) e em baixa (armazenagem e distribuição) nas ilhas da Madeira e do Porto Santo.

No que se refere ao abastecimento de água potável, a ARM desenvolve as suas atividades em alta em toda a Região, com exceção dos concelhos de São Vicente e Porto Moniz, e em baixa fornece água aos consumidores finais dos cinco municípios aderentes: Câmara de Lobos, Machico, Porto Santo, Ribeira Brava e Santana.

Esta empresa é também responsável pela gestão dos sistemas de drenagem e tratamento de águas residuais, nos referidos municípios aderentes.

Água de Rega

Madeira

O sistema de regadio público da ilha da Madeira, sob gestão da ARM, integra uma rede com cerca de 2800 km de canais de adução e distribuição de água, beneficiando cerca de 5400 hectares e cerca de 40.000 regantes, distribuídos por 8 subsistemas de regadio.

Alguns dos principais sistemas de rega têm origens comuns com os sistemas de abastecimento ao público de água potável, ou seja, “competem” com a mesma água, que é repartida pelos dois tipos de usos: abastecimento para consumo humano e regadio.

A distribuição da água de rega, vulgarmente chamada de “giro”, ocorre, normalmente, entre os meses de maio e outubro. Contudo, quando os anos hidrológicos assim o justifiquem, a época de regadio pode iniciar-se mais cedo e/ou terminar mais tarde.

H01 – Funchal

1 of 19

H02 – Câmara de Lobos e Ribeira Brava

2 of 19

H03 – Ribeira Brava e Calheta

3 of 19

H04 – Calheta e Ponta do Pargo

4 of 19

H05 – São Vicente e São Jorge

5 of 19

H06 – Santana e Porto da Cruz

6 of 19

H07 – Machico e Caniçal

7 of 19

H08 – Santa Cruz e Caniço

8 of 19

Canal Principal: Levada Calheta – Ponta do Pargo

Tipo Canal: Fins Múltiplos

Municípios: Calheta

Extensão Aproximada: 40,4 km

9 of 19

Canal Principal: Levada Calheta – Ponta do Sol

Tipo Canal: Canal Principal

Municípios: Calheta – Ponta do Sol

Extensão Aproximada: 16,5 km

10 of 19

Canal Principal: Canal dos Tornos – Lanço Sul

Tipo Canal: Canal Principal

Municípios: Funchal – Santa Cruz – Machico

Extensão Aproximada: 38,5 km

11 of 19

Canal Principal: Canal dos Tornos – Lanço Norte

Tipo Canal: Fins Múltiplos

Municípios: São Vicente – Santana – Funchal

Extensão Aproximada: 23,8 km

Observações: Inclui o túnel 0 (Fajã do Penedo)

12 of 19

Canal Principal: Levada Machico / Caniçal

Tipo Canal: Canal Principal

Municípios: Machico

Extensão Aproximada: 17,2 km

13 of 19

Canal Principal: Levada da Serra do Faial – Lanço Norte

Tipo Canal: Fins Múltiplos

Municípios: Santana – Machico

Extensão Aproximada: 9,6 km

Observações: Levada do Furado

14 of 19

Canal Principal: Levada da Serra do Faial – Lanço Sul

Tipo Canal: Fins Múltiplos

Municípios: Machico – Funchal

Extensão Aproximada: 31 km

Observações: Inclui a Levada do Ribeiro Serrão. Parte da Levada está desativada. Apenas parte da Levada é de Fins Múltiplos

15 of 19

Canal Principal: Canal do Norte – Lanço Sul

Tipo Canal: Fins Múltiplos

Municípios: Ribeira Brava – Câmara de Lobos

Extensão Aproximada: 34,4 km

16 of 19

Canal Principal: Levada da Serra da Ilha – Caldeirão Verde

Tipo Canal: Fins Múltiplos

Municípios: Santana

Extensão Aproximada: 14,9 km

Observações: Levada das Queimadas

17 of 19

Canal Principal: Levada do Rei

Tipo Canal: Fins Múltiplos

Municípios: Santana

Extensão Aproximada: 5,2 km

18 of 19

Canal Principal: Levada da Fajã do Rodrigues

Tipo Canal: Fins Múltiplos

Municípios: São Vicente

Extensão Aproximada: 6,8 km

19 of 19

Sistema de Regadio Público da Madeira

Dados referentes a 2021

NÚMERO DE REGANTES

40 771

Nº DE PARCELAS AGRÍCOLAS

42 322

ÁREA (HA)

5 381

EXTENSÃO DE CANAIS (km)

2 790

OUTROS INDICADORES DE EXPLORAÇÃO

Pessoal afeto à distribuição : 200

Tanques de rede Públicos : 147

Tempo de água de rega : 42 075

Levada do Norte

Levada dos Tornos

Porto Santo

O sistema adutor de rega do Porto Santo é composto por um açude para armazenamento de água, 1 reservatório intermédio, 3 estações elevatórias e cerca de 11 Km de condutas adutoras, infraestruturas que estão ligadas ao Centro de Telegestão da ARM.

Este sistema destina-se ao reaproveitamento das águas da chuva, captadas na zona central da ilha e direcionadas para o açude do Tanque, das águas residuais tratadas na ETAR da Ponta e das águas naturais subterrâneas captadas no furo situado junto ao hotel do Porto Santo e nas noras existentes na zona do Tanque, para fins do regadio agrícola e ou rega do campo de golfe.

O açude do Tanque, situado na zona do Tanque junto ao Aeroporto, representa a maior estrutura de armazenamento de água de rega existente na ilha. Este açude encontra-se interligado às restantes origens de água de rega, por intermédio de uma rede de condutas bi-direcionais lançadas ao longo das estradas regionais e municipais, nomeadamente a ETAR da Ponta, o Furo junto ao hotel do Porto Santo e as Noras do Tanque.

Scroll to Top